google-site-verification=jtTwsz0AnQZZKmslpC3319k2EOyhn1wJOGUf20iXEF4

Você está agora em:

ALLEGRO - Allegro (CD)

ALLEGRO - Allegro (CD)

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

ALLEGRO - Allegro (CD)

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$28,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição Rápida

Power metal melódico(Rhapsody)+ true metal (Hammerfall) mas original, c/ arranjos complexos de guitarras pesadas, bases de piano e magníficos solos épicos de teclados .

Descrição do Produto

Uma banda carioca de heavy metal. Só isso já valeria um prêmio, pois afinal, num estado onde o heavy precisa se re-erguer, com fãs ávidos por shows e capacidade para tal (Roger Waters percebeu isso), uma banda se dispor a mandar um som heavy é algo muito legal. Já os tinha visto quando abriram para o Angra em 1999 e fiquei impressionado. Apesar de notar uma semelhança entre as bandas, o Allegro tem uma pegada mais agressiva, tendo seu estilo próprio. E eis que 2 anos depois a banda lança seu “full-lenght” CD. O CD abre com a instrumental “The Valse Wicked”, que já abre caminho para a “Power Enigma”, muito assemelhante ao Helloween e ao Angra, com um diferencial: O Allegro investe muito no peso das guitarras e os teclados não estão tão operísticos, sem citar o vocal de Ilton Nogueira, potente nos agudos e competentíssimo nos sons mais graves, algo difícil de se achar. Logo depois vem a rockeira “Stormy Nights”, com toques de hard misturados ao heavy metal do grupo, com refrão contagiante e levada animalesca. A banda ainda investe em timbres de guitarras mais pesados, como na forte “Fragile Life”, onde vemos um bom trabalho de vocais com efeitos e um teclado bem colocado. Outro destaque fica para a pesadíssima “Third Millennium”, que lembra a pegada das guitarras do Metallica da fase “Master of Puppets” (saudade), realmente uma das melhores do CD. O grupo oscila entre baladas bem colocadas, como a emotiva “Sweet as Wine”, “Holy as Blood”, a acústica e agradável “Peace of Mind”, e sons mais pesados, como na quase “panteriana” “Self Destruction”, mas deixando bem claro: a banda consegue impor seu power metal em todas as músicas, absorvendo muito bem as influências citadas. Grande destaque: a pesadíssima e típica speed metal “As One Will Survive”. Parabéns à banda por ser competente e coesa em todos os aspectos, e por esse excelente debut. Continue assim, o cenário carioca precisa de boas bandas. Formação: Ilton Nogueira – vocais Lula Washington – Guitarra Will Villante – Guitarra Alex Moreno – Baixo Marcus Souza - Bateria Por Rafael Carnovale - Whiplash - Nota: 9 http://whiplash.net/materias/cds/000656-allegro.html

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Silent-Cry-4CDs-Remembrance-Goddess-DarkLife-Hypnosis

Dragonland_Holy_War_cdMarco_Antonio_Araujo_Lucas_cdhighlord-when-the-aurora-falls-1cdDogma_Twin_Sunrise_cdGlory_Opera_Rising_Moanga_cdFernando_Pacheco_Himalaia_cdAllegro_Same_cdArion_Same_cdSeven_Gates_Unreality_cdGenocidio_Depression_cd

Dogma_Twin_Sunrise

Pesquisa

Qual é o CD de Metal Melodico/Power Metal da Gravadora Megahard que você mais gosta ?