google-site-verification=jtTwsz0AnQZZKmslpC3319k2EOyhn1wJOGUf20iXEF4

Você está agora em:

DEJA-VU ‎– Between The Leaves (CD), Rock Progressivo Noruega, Ex- integrantes do HOST, FRETE GRÁTIS

DEJA-VU ‎– Between The Leaves (CD), Rock Progressivo Noruega, Ex- integrantes do HOST, FRETE GRÁTIS

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

DEJA-VU ‎– Between The Leaves (CD), Rock Progressivo Noruega, Ex- integrantes do HOST, FRETE GRÁTIS

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$80,00
Acrescentar itens ao carrinho
OU

Descrição Rápida

Quando Svein Rønning e Knut Lie deixaram o Høst após gravar seu primeiro álbum, eles formaram o ato explicitamente sinfônico-prog Deja Vu, sendo Between the Leaves é o único lançamento dessas maravilhas norueguesas.

Com uma formação que inclui dois ex-membros do Høst (Knut Lie na bateria e Svein Rønning na guitarra) e o falecido Kai Grønlie nos vocais principais, é uma raridade lendária devido a originalmente ser lançado apenas como um pequeno teste de prensagem.

Infelizmente, a maré comercial foi contra o prog naquele momento, e o álbum não teve um lançamento mais difundido até 1995, quando Kai Grønlie havia falecido.

O único álbum que eles fizeram só teve o menor número de gravações em vinil em 1976, embalado apenas em uma capa branca lisa.

É provavelmente o item de progressivo norueguês mais raro, e era um luxo exclusivo para colecionadores ricos até a sua reedição de CDs nos anos 90.

É uma pena que demorou tanto tempo para este álbum ver a luz do dia na forma de um lançamento oficial, pois é realmente muito bom.

Embora a maioria dos "clássicos perdidos" seja apenas, na melhor das hipóteses, álbuns muito bons cujas reputações foram artificialmente impulsionadas por sua escassez, desta vez a marca realmente se encaixa, com a banda tocando em um estilo que lembra o Yes se eles tivessem ido em uma direção mais difícil depois do The Yes Album.

Harald Otterstad é o destaque da combinação instrumental, oferecendo um trabalho absolutamente suntuoso de Moog, mas também enriquecendo-o com outros sons do teclado.

Hammond, sintetizador de cordas e Clavinet dominam a seqüência de teclas. Infelizmente, o falecido Kai Grønlie é bastante expressivo nos vocais principais, acrescentando muito sentimento à música.

Definitivamente, eu recomendaria este álbum. Muitos fãs de progrressivo devem conseguir aproveitar muito dele.

Descrição do Produto

Eu peguei isso com base no meu grande apreço pela banda norueguesa de hard rock HOST.

Após o primeiro álbum do HOST, o baterista e o guitarrista foram embora e finalmente formaram o DEJA-VU, que ainda é bastante difícil, mas está mais no reino sinfônico do que no HOST.

Interessante que as duas bandas lançariam um álbum em 1976, o último para ambos, embora o único para o DEJA-VU, pois a gravadora não ficou atrás desse lançamento, de fato, após um pequeno teste pressionando, eles abandonaram a banda.

O baterista daqui se juntaria mais tarde ao KERRS PINK.

"Burning Bridges" tem um som poderoso para começar, realmente impressionante. Ele fica espacial com esses sintetizadores de fundo, tão bons, sendo esta é minha faixa favorita. Um bom violão descontraído antes de 8 minutos. "Between The Leaves" abre com clavinet, mas logo a bateria, a guitarra e o baixo se juntam.

"Free Man" tem um som tão bom, principalmente instrumental, guitarra e sintetizadores. Vocais logo após um minuto. Clavinet após 1 1/2 minutos e eu amo o som sombrio, mas os vocais o arruinam para mim. Uma calma com sintetizadores flutuantes após 3 minutos, enquanto a guitarra sobe lentamente no fundo. Um ótimo final para este também.

"Flying" tem um som descontraído com as teclas, à medida que os vocais reservados se juntam. Isso é muito parecido com uma balada, até que comece em cerca de 2 minutos, mas os contrastes continuarão. Uma pausa instrumental interessante começa antes de 4 minutos.

"Somebody Cares" tem uma introdução interessante e confira o clavinet e os sons do AREA após 2 minutos. Então ele pega. O sabor muda 3 minutos e meio, o que soa incrível.

"Time" tem um tom mais sombrio que eu realmente gosto. Vocais e teclas reservados, uma vez que fica em torno de 2 minutos. Boa música.

"Visions Of Nirvana" é o 6 1/2 minuto mais próximo que se abre com a guitarra dedilhada quando os vocais descontraídos se juntam e em seguida temos uma pausa instrumental.

----Studio Album, released in 1976-----


Songs / Tracks Listing

1. Burning Bridges (10:04)
2. Between The Leaves (5:49)
3. Free Man (7:15)
4. Flying (8:06)
5. Somebody Cares (10:46)
6. Time (7:00)
7. Visions Of Nirvana (6:24)

Total time 55:24

Bonus tracks on 2015 remaster:
8. Flying (4:20)
9. Free Man (8:04)
10. Between The Leaves (6:16)

Line-up / Musicians

- Kai Grønlie / lead vocals
- Svein Rønning / 6- & 12-string guitars, backing vocals
- Harald Otterstad / keyboards
- Per Amundsen / bass
- Knut Lie / drums, backing vocals

With:
- Per Langsholt / bass (8-10)

Releases information

Artwork: Tomas Nyberg (photo)

LP Self-released (1976, Norway) Only 100 copies for promotional purpose, most of all destroyed
2xLP Pan Records ‎- PALP 037 (2015, Norway) Remastered by Rune Johansen and Svein Rønning with 3 bonus tracks, rehearsals from 1976

CD Research Records ‎- CD 666-2 (1995, Sweden)

Tags do Produto

Acrescentar suas Tags:
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.
 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Silent-Cry-4CDs-Remembrance-Goddess-DarkLife-Hypnosis

Dragonland_Holy_War_cdMarco_Antonio_Araujo_Lucas_cdhighlord-when-the-aurora-falls-1cdDogma_Twin_Sunrise_cdGlory_Opera_Rising_Moanga_cdFernando_Pacheco_Himalaia_cdAllegro_Same_cdArion_Same_cdSeven_Gates_Unreality_cdGenocidio_Depression_cd

Dogma_Twin_Sunrise

Pesquisa

Qual é o CD de Metal Melodico/Power Metal da Gravadora Megahard que você mais gosta ?